quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Inércia.

A poeira fina por cima dos móveis me incomoda...
Dias cinzas empoeirando...
Tantos dias de euforia, de crises, frenéticas braçadas nesse mar, em busca de chão...

Calmaria antecede a tormenta?

A poeira fina por cima dos móveis me incomoda...
Dias cinzas empoeirando...
Riamos muitos, chorávamos muitos, brigávamos muito, hoje paz, a lentidão dos dias pacíficos...

Paz é mansidão ou calma?

A poeira fina por cima dos móveis me incomoda...
Dias cinzas empoeirando...
Domingos de poltrona consumindo novas drogas de aluguel... Não é a paz que eu quero.
A mansidão é paz ou inércia?

A poeira fina por cima dos móveis me incomoda...Dias cinzas empoeirando...
O poço longe, há doze passos léguas de distância... A escada e o corrimão...

Tormenta antecede a calmaria?
 
A poeira fina por cima dos móveis me incomoda...
Dias cinzas empoeirando...
Eu devia estar feliz pelo Senhor ter me concedido o domingo pra ir com a família ao zoológico, dar pipoca aos macacos... Mas como Raul, sou um sujeito chato, que não acha nada engraçado.


Na poeira...
A preguiça se alimenta...
Vejo-a saciando-se ...poeira fina...
Visto minhas botas, procuro minhas chaves...




Inércia
Por Dicionário inFormal em 2013-07-20
Quando um corpo está parado tende a continuar parado. Caso esteja em movimento continuará em movimento a menos que uma força seja aplicada.


terça-feira, 8 de setembro de 2015

Mentiras sinceras me interessam...

Sim, acreditei nas mentiras que não me contou...

Quando não falou que gostaria de me ter ao seu lado, mas sempre arrumava tempo para ir me ver.

Não era a mulher da sua vida, mas se deitava comigo e ficávamos olhando o céu girar...

Aquela viagem não me incluía, era um segredo seu.

Acreditei em cada mentira não contada, em cada gesto carinhoso, em cada olhar que trocávamos, na mentira apaixonante dos beijos.

Nas mensagens de bom dia, quem manda "bom dia" todos os dias????

Acreditei em todos os sonhos que sonhei sozinha...

Então você se despede...

Aqui dentro, insisto em acreditar que voltará, e então ouvirei todas as mentiras que você nunca disse...

O abismo se abre e tudo cai...

Sem você, sem mentiras, sem eu mesma...

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Dele...




Me pegue nos braços...
Me conte seu dia.


Me faça presente, sua menina.
Me olhe nos olhos... Na alma, me guarde.


Faça, enlouqueça minha razão.
Bagunce meu castelo, rasgue minhas cartas.


Venha...


Me roube de mim,
Me leve daqui, me dê seu coração.


Do escuro, se faça luz.


Mas antes de tudo...
De qualquer pulo...
Diga-me: não vai doer.


Sem cicatrizes, lágrimas e dor.







Voe comigo...

O céu,

Um balão,

Linda viagem...


Um sonho de amor.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Essa noite...




Eu sonhei com Deus... Estávamos sentados na areia, e usávamos gravetos secos, para fazer desenhos na areia molhada.
Ficamos em silêncio um bom tempo, eu pensava no que falar com Ele.
 - O que se fala com Deus, quando se está com Ele? - E ai Cara ? - Sim... - Não sei o que falar! ...rs ... o Senhor já sabe mesmo tudo, o que se passa na minha cabeça!.
Ele sorriu e disse:
- Mesmo assim gosto de ouvir sua voz...
- Podia ter me dado uma mais bonitinha então...
- A gente só tem o que merece!
Rimos os dois e isso, me deu coragem.
- Por que ás vezes você demora tanto para me ouvir? Por que as vezes faz a gente sofrer tanto, antes de começar a agir? Isso é um tanto sádico sabia? - rs
Depois de uma boa gargalhada, Ele colou a boca no meu ouvido e disse:
- Por que vocês demoram tanto a abrir a porta e deixar eu entrar? Por que se agarram tanto ao sofrimento?
Rimos juntos...
- Essa resposta quem tem é o Sr. , porquê?
Ele ficou alguns segundos em silêncio...
- Imagino que isso tenha haver com o livre arbítrio, acho que vocês se agarram demais nele, e por isso o orgulho não permite que vocês soltem as rédeas, aliás, você tem uma séria mania em querer resolver sempre tudo sozinha, já não aprendeu que pedir ajuda sempre alivia a carga?
- É... Mas, as vezes dá medo... medo de perder... medo de se machucar... sei lá...
- Nunca vi um animal preso numa armadilha se abraçar a ela, como se isso fosse a sua única salvação, pelo contrario, normalmente eles fogem da dor.
- Vai ver foi Jesus....
- O que foi Jesus?
- Talvez ele tenha nos ensinado que o sofrimento é "santo".
Ele riu de novo...
- Depois você ainda tem a cara de pau de dizer por aí, que Eu, que sou sarcástico! kkkkkkkk ...Minha filha, entenda uma coisa... Jesus, assim como os Outros que eu enviei pra cá, vieram para ensinar a vocês sobre o amor, sobre a fé, sobre a cura, e a cima de tudo sobre o Meu Amor por Vocês, mesmo assim vocês insistem em querer esquecer todo o ensinamento de "vida" que eles deram e se agarram no exemplo de suas mortes, a morte é apenas uma passagem, e a morte de cada um foi escolhida por Eles, por um propósito, mas vocês insistem em querer aprender a cartilha de trás para frente!!
- Verdade...
Ficamos mais um tempão em silêncio... Por incrível que parece eu não sentia a necessidade de falar, falar e falar...
- Obrigada viu!
- De nada "viu"! kkkkkkkkkkkkk
- Você é mesmo bem metido né? kkkkkkkkkkkkk
- É ... eu me "acho" Deus! Era isso que você ia falar, não é? kkkkkkkkkkkkk
- É.... mas prefiro que Você seja : Meu Querido Poder Superior....
- Então é Isso que Vou Ser, Seu Poder Superior... ...
- Por que Pai? rs...
- Você e seus "porquês"! Porque o quê, menina?
- Por que tinha que ser assim?
- Porque você quis....
- Você e essa história de "porque vocês quis", não lembro de ter pedido grande parte das coisas...
- Você não pediu mesmo não... Mas quis que acontecesse, do contrário, teria agido diferente, você sabe disso, Eu sei disso, até Newton sabe disso... "Ação e Reação", lembra? Você teria aprendido isso no colégio, se ficasse um pouco mais com a boca fechada, rsrsrs, no mais, você também não pediu o contrário...
- Posso Te pedir uma coisa?
- Sim, você sabe que sempre pode me pedir o que quiser, mas eu só vou te dar o que você precisar, só o que te fizer feliz!!
- Não me deixa mais ficar na insanidade e Te fechar a porta?
-Se eu continuar agarrada ao sofrimento, Você me dá uns tapas e me liberta? rs
-Eu não preciso fazer isso...
- Por quê?
- Porque eu já coloquei um pouquinho disso em cada um dos seus amigos, eles são Minha parte física. Ouça-os e você me Ouvirá, Abrace-os e Eu te Abraçarei, Peça ajuda e eles serão minha mão te dando uns "Tapas!"... kkkkkkk Ele se levantou e me deu uma abraço... Longo e Demorado... Naquele momento cada rosto amigo, cada tapa amigo, cada gesto amigo... eu vi, senti, e me lembrei... Nossa... foi incrível... Acho que se eu precisava de mais alguma prova do Amor Dele, nessa noite tudo foi provado!!!

"TE AMO PODER SUPERIOR... OBRIGADA UNIVERSO POR ME AMAR E POR ME PRESENTEAR COM CADA AMIGO VERDADEIRO QUE TENHO!"



Amigos, Amo vocês Incondicionalmente!

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Homens são todos iguais!!!!!

Talvez até aqui, das duas uma, ou você ainda é uma menina sonhadora ou só tenha se envolvidos com moleques despretensiosos.
Pequena garotinha indefesa, atente bem... Os homens não são todos iguais, cada homem é único, encantadoramente único.
Admito que ter o caminho cruzado por alguns moleques, na vida possa ser até divertido, mas não no caso de você se iludir achando que está lidando com um homem, portanto se não sabe brincar...


Homens são sinceros, eles não manipulam seus sentimentos, e caso queiram apenas te levar pra cama, eles saberão se fazer entender, e de forma sutil.


Homens são cavalheiros, seja com uma amiga ou com uma velhinha que tenta se sentar no trem, eles serão cordiais com você e não significa que estarão querendo te seduzir.


Homens se preocupam em te ensinar algo que você não saiba, e o fazem não porque assim se sentirão superiores, mas sim porque simplesmente sabem que : "quem ensina, aprende outra vez".


Homens te ligarão no dia seguinte a uma transa fantástica ou não, apenas para saberem se você está bem, e isso também não significa que eles estarão de quatro por você, por favor não se gabe para suas amigas, isso é ridículo!


Homens ficam felizes quando você triunfa em alguma coisa, pelo simples fato de gostarem realmente da vitória dos que os rodeiam.


Homens de verdade não fazem joguinhos, aliás se você gosta de joguinhos, talvez ele te olhe apenas como uma garota mimada, e isso muitas vezes é entediante!


Homens não terão vergonha de admitir que tem amigas mulheres e aliás não tenha ciúmes delas, eles te acharão ridícula por isso!


Homens esquecem datas especiais, compromissos de família, e até o tamanho da sua roupa, eles são normais, pare de acreditar nas novelas nas quais você ainda perde tempo sonhando!


Homens não são telepatas, mas se você avisar os dias da sua TPM, ele respeitará seu celibato de ódio depressivo e te deixará em paz, com sorte talvez você ganhe até um chocolate!

Homens se esforçam para serem bons pais, bons amigos e companheiros, eles não irão medir esforços para serem felizes e isso implica também em fazerem felizes quem os rodeia.


Antes de falar mal dos homens que te seduziram e sumiram como ninjas em cortina de fumaça, verifique sua friendzone, muitas mulheres não sabem dar valor para quem é gentil e atencioso com o ridículo argumento que "não quero estragar nossa amizade"  Nesse caso, admita que, ou não existe química ou você gosta de ser tratada como vagabunda na vida e não somente na cama!


Homens existem muitos por aí, e se você não tem encontrado nenhum, talvez precise sair do playground ou do mundo de Alice, e voltar para a vida real!


Aos Homens que me rodeiam... Papai, tios, primos, amigos...amigos especiais... rs.


Parabéns pelo seu dia! Que vocês continuem sendo especiais, únicos e encantadores....
Que o dia de vocês seja encantador e único como cada um de vocês!
Feliz 15 de Julho... O dia dos Homens!!!

terça-feira, 14 de julho de 2015

Jardins Secretos

Ela sempre gostou de cores...
Do azul do mar em contraste com os laranjas de um entardecer na praia.
Dos verdes dos parques repletos de árvores marrons.
De gatos pintadinhos daqueles vira-latas que mais parecem saídos de uma das palheta de Monet.
Se vestia de preto, preto emagrece pensava... Mas queria mesmo era verde, laranja, magenta e quem sabe até fúcsia...
Na verdade roupa não importava muito, era só um drama de menina, gostava mesmo era de colorir a vida.
De rir até ficar vermelha, de abraçar as blusas coloridas dos amigos.
Ah ... Os amigos, esses eram especiais, como uma caixa de canetinhas mágicas, cada cor tinha sua qualidade especial...
A rosa sempre romântica as vezes ficava pink e tomava um ar mais rebelde.
O azul de mar rebelde ficava céu calmo.
A marrom era doce como chocolate e se descobriu firme como uma montanha.
Resistente como a casca de um melão, se vestia de acácia, a amarela, pra viver aventuras vespertinas em lugares mágicos do centro da cidade.
O branco, iluminava páginas pretas como a noite, descobrira que estrelas, nuvens e flocos de neve eram de pintar, que do branco ao preto, muitas músicas podiam existir.
E assim, colorindo dias, detalhes, alegrias, e segredos, Ela sorria feliz, deitada sobre seus coloridos e secretos jardins, observando as cores do mundo, o arco-iris da vida.

Cotidianas...



Enquanto o avião manobra na pista e se prepara para decolar, fico observando as enormes janelas do aeroporto, com pequenas pessoas transitando lá dentro.Penso em quantos destinos existem por aí... Infinitos... Distintos... Únicos.

..

A aceleração começa e no meio do balanço, começando a sair do chão, decido fazer uma oração...

" Boa viagem para nós Papai, obrigada..."

A conversa segue, sempre é claro, eu falando e Papai calado...

A vida tem sido tão boa... Que não sei por onde começar a agradecer.

Se a minha vida é perfeita? Não, não é... É como a sua, como a vida daquela sua vizinha que as vezes parece ter a grama verde, mas que você imagina que tenha a garagem bagunçada. Vidas normais...

O encanto da vida não está em quão perfeita você consiga torná-la, mas na intensidade e na prolonguidade em que você sustenta suas alegrias cotidianas...

O brilho no olhar que você aceita nascer ao se lembrar daquela música, do perfume de um dia qualquer, do sorriso que uma roda de amigos sugere, daqueles momentos café... Aconchegantes, ternos e acolhedores.

A magia existe nos momentos simples, nas risadas cotidianas, nas brincadeiras de criança, no medo bobo de uma paixão fugaz...

São essas pequenas magias que fazem os dias cinzas se colorir...

Talvez, por isso que livros de colorir estejam tão em alta... As pessoas imploram por jardins secretos coloridos...

Só se esquecem que "livros memória" se pintam com "vidas de cor"...




Que seu dia seja repleto de alegrias cotidianas como um singelo bombom na TPM...

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Cacos... Retalhos... e outros Pedaços...

As vezes me sinto como Zip (a xícara do filme A Bela e a Fera), parece que sempre falta um pedaço.
Não sei se é assim mesmo... ou se isso, acontece quando a gente se quebra, e depois tenta se remontar.

Tem dado um trabalho danado, como quando a gente quebra um copo, e mesmo varrendo incessantemente
nunca consegue achar todos os caquinhos.
Então nas mudanças, quando a gente esvazia a casa, é que acha um pedaço aqui, uma farpa acolá,  ainda arranha o pé, corta a mão, sangra um pouco mais.

Mas mudar cansa, deveria cansar? Mas me cansa. Cansei de sempre buscar respostas nos dias ruins, cansei de identificar meus defeitos, as raízes das minhas insatisfações.

 Não é desistir, é apenas querer ser um pouco "todo mundo" às vezes, ter dias bons e dias não tão bons sem que isso se transforme em uma análise interior. Ter dias de saco cheio, e alguns poucos dias de "porque só comigo?"

Não é auto-piedade, mas começa a ser chato ser sempre centrada, racional e equilibrada.

Um pouco de loucura tem me feito bem, não ter todas as respostas tem me feito bem, fazer as pazes com alguns defeitos também, deixando eles fazerem parte de mim, sem tentar a qualquer custo consertá-los.
Não preciso de perfeição... nem de aceitação em tudo... nem de alegria em tudo... nem de tudo em tudo...

Vou seguir assim... com alguns pedaços faltando e trincadinha aqui ou ali... os cacos quando tiverem que cortar, cortarão, posso usar sapatos e andar com mais cuidado por aí...

Afinal se a xícara rachada não serve mais pra chá... Agora ela pode escolher ser qualquer outra coisa.



Obrigada pelo sua visita, que seu dia seja delicioso como bolo de cenoura e chocolate no café da tarde!

sábado, 23 de maio de 2015

Seis de Abril...

Nos encontrávamos, eu dizia estar bem, mas você sabia que algo havia me cortado por dentro e por dentro eu sangrava!

Eu dizia ao mundo...(rs). 
Eu tentava dizer muitas coisas ao mundo!
Mas o mundo não me trazia respostas...
O mundo tinha me dado as costas e me abandonado!

Um dia você me disse que tudo ficaria bem, um dia de cada vez, se eu me permitisse mudar! Eu não aceitava mudar, mas algo dentro de mim dizia que eu deveria te ouvir, apenas mais uma vez... apenas mais um dia, eu deveria te ouvir...


Foi te ouvindo e seguindo o seu exemplo que aprendi novamente a sorrir... 
Sempre fui uma menina sorridente, mas com você aprendi a ter sorriso interior! Aprendi a sorrir com o coração, chorar com os pulmões e abraçar com a alma!

Foi descobrindo como você conseguiu, que consegui me sentar ao seu lado e lhe dizer, olhando nos olhos, que "Hoje eu também sou uma vencedora!"

Foi recebendo seu abraço amoroso, que  eu aprendi a estender a mão aos que sofriam como eu sofri um dia!
Foi lendo suas "cartas", ouvindo sua voz que aprendi a escrever com clareza e com amor!

Mesmo morando em casas separadas,vivendo vidas distintas e tendo culturas diferentes você me ensinou que somos iguais, e assim recebendo sua ajuda que aprendi o quanto importava o "Tamu Junto".
Foi num abraço apertado, um sussurro no ouvido, o seu sorriso e seu sinal de positivo que aprendi o que era "identificação", o que era se sentir parte de um todo universal e intransponível!

Mas hoje, num dia que o sol amanheceu mais amarelo, o céu limpo e os passarinhos cantando...  Você se foi sem dizer Adeus!
hrque 

Obrigada pelo sua visita, que seu dia seja reconfortante como arco-íris depois da chuva.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Me Dança - Por Rodolfo Stocco


Me dança¹




"Não fosse o estranho fato de ela ter aparecido de repente e entrado uma vez somente nos meus braços a dançar como parte de mim em um salão onde todos os outros viraram parte de um nosso cenário particular, sequer saberíamos um do outro. Éramos nós. Eu e ela ela e eu. Ela me amava ali e eu a ela. Não tivemos o beijo mas sabíamos que seria nosso, talvez soubéssemos que ele viria um dia e o jogamos como rede a nos amarrar para sermos obrigados a nos encontrar novamente, mesmo com o enorme risco de ser fugaz nossa dança nos une mesmo que venha a ser sonho nossa emoção. Se ela não aparece eu a lembro e lembrá-la a traz para onde eu estou sendo eu parte única de um amor que ela sabe que é dela também?
Que seja meu o que é dela e ela sabe que é nosso, teimosia é parte de um charme talvez atrevido que ela usa à sua maneira. Mas sou eu e ela não me conhece somente às minhas palavras e o jeito como a olhei. Ela me conhece também por minha insistência, música e poesia minha que eu faço para ela e ela gosta porque sabe que a tira dos dias corridos que a impedem de enxergar a poesia talvez porque a poesia estava em mim na exata hora em que a encontrei para lhe devolver o que tanto gosta! Eu tenho o que te faz feliz eu sei que arte te preenche, te anima te apaixona, tem mais arte em mim do que no nosso chão, tem mais arte em nós do que só em mim.
Moça que dança que surpreende que teima. Põe a mão no vento e eu te danço como você gosta, você voa como vento você olha como luz ilumina quando vê. Moça da dança a dança dela comigo se dança se mostra e volta para me fazer lembrar sempre dela. Me dá um beijo no rosto como “eu te lembro e você vai lembrar de mim, a gente se gostou, a gente se encosta a gente se gosta, eu vou mas me procura de novo me abraça me dança.”


Nota¹ : Normalmente, quando faço uma postagem, pesquiso no Google o titulo da postagem que fiz, não sei, mas acho o titulo uma das partes mais pensadas das postagens, pois o texto é algo que surge, um filho que a gente gera, e depois fica olhando-o nos olhos e pensando "Qual nome especial que eu vou te dar?". Fazendo isso encontrei esse texto lindo do Rodolfo Stocco. Deixo o link de onde achei, lá vocês irão encontrar textos maravilhosos, desse e de outros autores : "Ser ou Não sei"





quinta-feira, 21 de maio de 2015

Me dança...

Esticou uma das mãos...
"- Dança?"
A outra, como dizia a regra...
Já nos primeiros acordes...
Aconchego.
"Me dança?"
Os olhos se fecharam, os movimentos,
os corpos a se encostarem, os rostos se tocando.
Respiração forte... não ofegante... apenas forte... Tocando o ouvido.
Ah, se soubessem o quanto aquele ouvido era sensível!
Às palavras e às massas de ar...
"Me dança?" 
O salão vazio, chão não existia.
A musica ficando baixa,
um sussurro de refrão acariciando o ouvido.
Quatro minutos ou quatro vidas?
"Me dança?"
Decidiu por abrir os olhos lentamente,
tudo continuava ali, a banda, as pessoas, as luzes...
Encabulada sorriu... Um abraço ultimo...
e foram, cada lá por ali, como dois estranhos que eram...
Sem nomes, sem telefones, sem amigos em comum...
"Me dança? Mas me dança pra sempre?"

Mas não disse...


Obrigada pelo sua visita, que seu dia seja encantador como dançar sua musica preferida abraçado ao seu abraço predileto.

Sobre você...

Eu não tenho a coragem que você tem...

A coragem de perguntar...
Perguntar se fosse diferente...
Perguntar se valeria a pena investir...
Perguntar por quê...
Perguntar se sim...
Perguntar por mim...

Eu não tenho coragem de te questionar... 
Te sussurrar musicas... 
Te puxar a mão...
De te olhar nos olhos...

Eu sei... sei o que vai pensar... 
Como pode? 
Alguém tão independente,
guerreira e confiante dizer esse tipo de coisas?
Alguém como eu...

E você... 
Você sabe que não é só você, nestas palavras...
E sim esses dois ou três vocês,
que conseguiram quebrar a tensão superficial desse copo d´água que eu sou.
Não que seja difícil, não é mesmo?

Afinal, talvez a verdade é que você não saiba... 
Ainda não saiba que eu... 


E nem vai saber... 
Porquê?
Bem, porque...

Eu não tenho a coragem que você tem...

Obrigada pelo sua visita, que seu dia seja cheio de coragem, a coragem que eu não tenho , rs!


quarta-feira, 20 de maio de 2015

Quina de Canto.

Porque todo mundo é canto.
Encostando coisas, sentimentos, convenções.
Somos canto, ângulo, vinco onde nos sentimos seguros.
No canto imaginamos ver o todo... 

Olhamos os outros sem que nos olhem as quinas...

Somos quinas, aresta, ângulo saliente ... 
Topamos o pé! Esbarramos o corpo, batemos o rosto...
É a dor de ser canto de um lado... Sendo ainda quina do outro.

Obrigada pelo sua visita, que seu dia seja bom, como é bom dormir mais 05 minutinhos de soneca do celular!

Escrever...


Esvaziar a cabeça da bagunça que as palavras fazem aqui dentro.
Emudecer o barulho que dói, que confunde, que fadiga.

É a tentativa, por vezes vã, de organizar os sentimentos que me empurram, afinal são nos cantos que sempre se junta a poeira.
É perceber a quina, sempre depois do dedo quase arrancado do pé.

É assistir uma animação infantil depois do pesadelo noturno.
É cafuné, é silêncio... É barulho orquestrado...
Olhar longe... parado... fixo na tela ou no teclado... "pensa... pensa... qual é a palavra que dançava aqui?"

Os dedos chegam a formigar, esperando imóveis sobre o teclado, o ditado que entupiu a garganta, que gira dentro de mim e não sabe como fazer... 
 Racionalizar um tema, para não pensar naquilo que tem me tirado a paz...
Meu orgulho me impede... atos heróicos, sensíveis e sinceros...

A quina dói... mas o canto... 
O canto ainda junta poeira!

Obrigada pelo sua visita, que seu dia seja acolhedor como cheirinho de café da fazenda!