quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Notas sobre ele...


Me dança como se nada mais existisse,  giros e abraços nos envolvendo, me inebriando, fazem desaparecer qualquer passado.
Não existe mais o que eu era, apenas o que ele me faz sentir.

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Simples momento...



Quanto vale o momento?
Vale ouro ou uns suspiros?
Um sorriso de encantamento.

Quanto é bom ter momentos?
Daqueles incríveis e especiais?
Dos que nos assaltam os pensamentos?

Quanto tempo tem um momento?
Segundos, quilômetros, horas, ou dias...
Tem um nascer do sol, um suco e dois pães de queijo.



segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Você se foi sem dizer Adeus...




Chove aqui dentro do meu peito...
Você se foi sem dizer Adeus!

O dia está maravilhoso e eu não consigo agradecer! 
Você se foi sem dizer Adeus!

A família está com saúde, e eu não consigo agradecer...
Você se foi sem dizer Adeus!

Eu estou bem e não consigo agradecer... 
Você se foi sem dizer Adeus!
Olho pro céu, brigo com meu Poder Superior e Lhe pergunto: "Porque?" ... 
Você se foi sem dizer Adeus!

Nem eu, nem sua família, nem seus amigos, nem seus vizinhos sabem onde você está... 
Você se foi sem dizer Adeus!

Sem nenhum bilhete, sem avisos, sem nem ao menos um abraço... 
Você se foi sem dizer Adeus!

Você se foi sem dizer Adeus...
E me deixou aqui, com vontade de fugir com você!
Mas eu nem ao menos sei pra onde você foi!

Só consigo perguntar... Voltou?

Só consigo pedir... Volta! Volta!

Só consigo orar... Traga-o de volta! Traga-o de volta!

Sei que você deve ter seus próprios motivos, insanos ou não, queria apenas poder lhe dizer que aceito que você tenha seus próprios motivos!

Queria lhe dizer que posso estar junto pra dividir com você seus próprios motivos, e lhe dizer que não vá, que nem ao menos se despeça porque é aqui o único lugar ao qual você conseguirá resolver seus motivos! Mas...

Você foi sem dizer Adeus!


Você se foi sem dizer Adeus...
E tudo ficou cinza.

Você se foi sem dizer Adeus...
E alguns tentaram te procurar e acabaram indo também, sem Adeus!

Você se foi sem dizer Adeus...
E o tempo parou, nós ficamos dias esperando prontos e à postos!
Você se foi sem dizer Adeus e orei por você, chorei com você, mesmo sem você saber, eu te esperei e orei por você, chamei você!

Você se foi sem dizer Adeus!
Mas meu amor por você é tão grande... 


MAS TÃO GRANDE!!!


Que por você eu preciso ficar bem!
Preciso ser forte e controlar essa vontade louca de fugir sem dizer adeus!

Por você... 

Por você...

 
Eu sei que devo permanecer sã e salva! 
Por você, preciso permanecer aqui, tocando a vida, orando e esperando que volte dizendo "olá".
Eu sei que você vai voltar, eu acredito que você vá voltar!
Meu Poder Superior me abraça e diz que você vai voltar!



Você se foi sem dizer Adeus!!!



Mas eu disse: 


"Volta logo Meu Amigo !!!"




Obrigada pelo sua visita, que seu dia seja gostoso como abraço que mata as saudades!

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

A dor é inevitável, o sofrimento... Opcional!

A dor dilacera, corta a alma, machuca o coração.
O sofrimento continua rasgando, esmagando, pisando, se humilhando.

Ela não cria vínculos, não faz acordos, acontece.
Ele se relaciona, se instala no íntimo, vira vício.

A dor vem e puxa o tapete.
O sofrimento lhe arrasta pelo chão.

Uma te desestrutura
O outro não te deixa construir.

A dor vem e abre o poço.
O sofrimento continua cavando.

A primeira te fortalece.
O segundo fragiliza.

A dor ensina.
O sofrimento persiste no erro.

Os dois fazem parte de nossa vidas...
Um se faz necessário o outro é escolha.

A dor é inevitável
O sofrimento, opcional.


sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Hoje é dia de Forró...

Hoje é dia de forró...
Dia de encontrar os amigos.
De matar as saudades...
De jurupinga, canelinha, netuno...

Hoje é dia de forró.
Dia de Catuaba com limão, 
Catuaba com energético, 
Catuaba com assaí.
Catuaba com Catuaba .

Hoje é dia de Forró...
De martelar o couro da zabumba,
Do triangueiro e cantador,
Do choro sofrido da sanfona.

Hoje é dia de forró.
De salão florido, 
Das meninas de sainha
Dos cabras bem cheirosos.

Hoje é dia de forró.
Dia de xote, baião e arrastapé.
Dia de dançar até suar,
De girar até cair.

Hoje é dia de forró.
De dançar agarradinho,
Fechar os olhinhos
Perder o fôlego.
De se apaixonar mais um cadinho.

Hoje é dia de forró.
De cheiro gostoso no cangote.
Dia de machucar uns corações.
Do joelhinho marvado.
E da ondinha matadora.

Hoje é dia de forró.
Pra se alegrar.
Pra celebrar.
Pra mais uma vez se apaixonar.

Por que? Porque...
 Hoje é dia de forró!!!











quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Dois mil e três.

Hoje bateu ...
Daquele forró que cantava,
com os barulhos dos bichos,
que a gente nunca mais lembrou qual era.
De deitar no tapete da sala com o sol no rosto.
Quando foi?
Hoje minhas certezas se questionaram...
Quando foi?
"A gente vai ficar junto por muito tempo,
vai acabar,
mas a gente nunca vai perder o contato."
Quantas vezes nos protegemos e nos poupamos?
Seu abraço nunca consegui superar...
Hoje eu bateu... e novamente doeu...

Wikipédia > "Nostalgia é diferente, pois saudade é direcionada a um alvo ou momento específico, e até pode ser superada pela presença ou repetição, já esta não pode ser superada no campo físico pois diz respeito somente a uma visão idealizada de passado que cada um possui."

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Desistiu...



Por vezes se perdeu...
... ..... caiu...
... ..... se atrapalhou...

E diziam,
. achavam,
. julgavam,

Queria muito...
...... mais...
...... muito mais..

Era atrapalhada...
... perdida...
... volúvel...


De tudo que podia sentir...
.. .... ... queria viver...
.. .... ... sentia ser...


........

domingo, 7 de agosto de 2016

Qahwa.



Dentre várias opções,  escolher os grãos carinhosamente é sempre uma questão de afinidades e gostos.
Alguns preferem os modificados, outros os mais limpos e puros, eu prefiro os fortes, marcantes e de aromas originais.
Após o plantio, a terra tem de ser fértil e nutritiva, cuidados constantes e monitoramento do clima são essenciais!
Na colheita minuciosa, o tempo de preparação e amadurecimento  tem que ser sempre respeitados.
O calor é necessário para que os sabores sejam realçados, cada tipo tem seu tempo próprio de torrefação e sua intensidade de calor.
E assim tudo é triturado, esmiuçado grandes grãos passam a se transformar em minúsculos grãos que chamamos de pó.
A qualidade da água e sua temperatura tem de ser especialmente escolhida também para que a fusão seja perfeita, surgindo assim um elixir digno dos melhores alquimistas já descobertos...
Uma vez degustado... Pode se tornar um delicioso hábito , ou até um inebriante vício.

Muitos o chamam café...

Alguns devaneiam... Amor.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Seu erro é achar que me conhece...

Entre piadas bobas e desventuras às madrugadas.
Dentro de roupa sexy, ou moletom rasgado.
De conversas banais no bar.
E risadas fáceis...

Seu erro é achar que me conhece!

Dançando abraçada e com um ar doce.
Sendo teimosa em minhas convicções.
Imitando um malandro carioca.
Sendo perspicaz...

Seu erro é achar que me conhece!

Sou trabalhadora, guerreira,competente...
Sou mãe, sou filha e até o que te satisfaz...
Sou volátil, sincera, amiga mas muito mais...
Sou eu... e além de tudo, muito mais!

Seu erro???

Ah!!! Seu erro sempre foi achar que me conhece...
 Que seu dia seja explêndido como ganhar uma partida de xadrez contra si mesmo😁.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Você que cruzou meu caminho.

Hoje, você pode pensar... "Se essa pessoa não cruzasse meu caminho..." "Quão feliz eu seria se ele não tivesse passado por minha vida!" "Tudo seria diferente, se eu não o tivesse conhecido!"
Mas amanhã... você, assim como eu, vai olhar para trás, e pensará em todos os que passaram na sua vida,  por conta daquela pessoa que "cruzou seu caminho"...
Se lembrará de todos os momentos ruins e bons que um simples "cruzar de caminhos" pode trazer... Se lembrará das risadas que fizeram seus dias mais leves e dos choros que lavaram suas feridas...
Pensará no quanto isso tudo te modificou, e se recordará da pessoa que era, antes de conhecer as pessoas
que cruzaram seu caminho... Refletirá o quanto cada encontro, o quanto cada aperto de mão e "prazer meu nome é" te trouxe... Cada entroncamento de caminho faz de nós o que somos... Ninguém traz apenas sofrimentos, ou apenas alegrias... Cada um que cruza nosso caminho, traz consigo a bagagem que conseguiu carregar,  traz consigo as histórias de seus próprios caminhos, penhascos e planaltos... E então... Você vai olhar para trás e dirá...
"Obrigada por cruzar meu caminho... deixar algumas coisas e levar tantas outras..."


* Musica : Maria Rita - Encontros e Despedidas

Amo vocês...




quinta-feira, 19 de maio de 2016

Sempre desistiu...

Aos 7, karate.
Com 09 , da viagem.
Aos 11 da natação.
E assim do japonês, do origami,  do espanhol e do inglês.
Da Arquitetura, da Matemática e da Psicologia.
De amores então, desistiu de todos.
Se dizia volátil,  e livre demais para viver apenas uma história, uma só experiência não lhe satisfazia.
Desistiu até de si mesma, mas então aos poucos se encontrou e de dentro de sua instabilidade saiu.
E se apaixonou... um sonho tão profundo e visceral que se imaginou por toda a vida apaixonada e comprometida ,  mesmo tendo uma rotina,  queria todos dias.
E então,  o mundo lhe disse que era utópico, agora, perca de tempo, distanciamento e abandono, descaso com tudo que a sociedade esperava dela.
Aos poucos foram lhe tirando, cada dia uma desistência, cada obstáculo um recuo, cada chama um assopro...
Os olhos ficando opacos e ela voltando a rotina de ser volátil, de ser presa a liberdade que lhe impuseram.
Pobre menina livre.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Você é muito mais.

Muito mais que carinho... aconchego
Eu posso não lembrar de datas, mas lembro dos olhares trocados, do toque em sua perna, tentando segurar sua mão, do primeiro susto, do beijo, da dança de olhos fechados, mãos suadas.

Muito mais que proteção... porto seguro.
Talvez você me ache louca, mas a todo dia quero te surpreender e te mostrar tudo que me faz ser encantada pelo mundo a nossa volta. Quero viver aventuras e sonhos e que você esteja comigo nesse barquinho que eu construí, sempre parando em algum cais diferente.

Muito mais que um amigo... confidente.
Pode ser que eu não te faça nenhuma dessas promessas de casais apaixonados. A minha lealdade não tem o tempero de Julieta. Mas eu jamais mentiria pra você, pois antes de tudo é meu amigo e amigos não se abandonam.



terça-feira, 10 de maio de 2016

Atravesse...

O medo vai tentar te barrar.
Te fazer acreditar que pode se afogar.
Que o desconforto de cá não é tão grande.

Acredite, há terra na outra margem.
Não desista, você não merece o pouco.
Não tenha medo.
Perdoe...

Perdoe quem te feriu, se perdoe.
E não desista de nadar.
Cada braçada uma vitória!

Venha ... não desista....
Aqui, do outro lado é seu lugar...
Ao nosso lado é seu lugar...

Você merece ser feliz!
Atrevesse esse rio... saia do lodo para a terra firme.

terça-feira, 26 de abril de 2016

E Se...


Fosse antes, fosse diferente.
Se não houvesse as loucuras e desventuras.

Seria mais eu?

Se nunca mentissem, se não fizessem meninices?
Se não tivessem medos, se meu caminho fosse o mesmo que o teu?

Seríamos mais nós?

E se...
Escolhesse diferente?
E o hoje fosse o passado?
Se mudasse o caminhar, as escolhas?

Seria mais você?

As pedras, a montanha, o rio.
O joelho ralado, as promessas, a dor.
Desistir...

Recomeçar,
Reencontro,
Inexplicável,


Seria especial?
Seria inusitado?
Seríamos presente?


É tão nós... Tão nosso.








quinta-feira, 14 de abril de 2016

Adolescentes...

Ah esses adolescentes... cheios de sonhos e sentimentos juvenis.
Escrevem cartas, suspiram pelos cantos, se beijam em publico sem pudor, ávidos e sem cerimônia, como se esfregassem em nossas caras, todo o feromônio que produzem em seus corpos adolescentes.

Ah esses adolescentes...  cheios de saudades e melancolia.
Passando noites sem dormir, trocando confissões e risadas com a tela de um celular, sorrindo sozinhos, esfregando em nossas caras, toda a alegria inocente de seus sentimentos sem pretensão.

 Ah esses adolescentes... 
Sempre tão cheios de conhecimento...

terça-feira, 12 de abril de 2016

Vice-Verso


Em nome do amor, eu te esperei...
Nessa armadura, eu me fiz guerreiro.
De promessas, me inebriei.

A espada e o escudo banhado do que me era.
Contra seus dragões internos, 
Aquele sacrifício de dor.

Sob a capa do amor eu te conquistei,
E por não saber, você se entregou.
Amor ou apego?

Seus medos enfrentando.
Cavalheiro lhe defendendo.
Perdida em sua floresta de dúvidas.

Mas não lhe satisfiz, 
Você queria mais e menos,
Liberdade e sentimento.

De demonstrações de amor, me esgotei.
Vestindo a coroa da indiferença.
Sob o nome do ego, o Fim.



Quem sabe, faça sentido de trás para frente também...

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Sobre miopia, chaves e jardins...

- Você me deixa sem graça, às vezes...
- Mas por que?
- Porque você me toca, quebra a barreira.
- Qual barreira? Não vejo.
- Exatamente. Você não vê... (rs)

- Saca o Everest?
- A Montanha?
- Isso.. Por que as pessoas sobem?
- Acho que pq querem superar o desafio? Não sei...
- E porque não sobem?
- Medo? Acham arriscado...
- Porque a montanha tem  uma barreira invisível. Tem gente que não vê essa barreira, simplesmente se prepara e sobe. Isso acontece com as pessoas! Todo mundo tem uma barreira invisível, um cercadinho de segurança.
- Esqueceu que eu sou míope? Não vejo muito bem.... (rs)
- Exatamente... (rs)

- Você chegou e foi entrando. Normalmente eu te empurraria de volta, como os guardinhas do metrô e diria: "Para sua segurança, fique atrás da faixa amarela!!!" (rs). Mas não fiz isso, quando você invadiu o quintal... Bem ... parecia que as flores já te conheciam...
- Não sei se invadi... Sinto como se eu tivesse a chave...




- Talvez tenha...

terça-feira, 5 de abril de 2016

Fui...



Doce, moleca, fatal, manipuladora.
Guerreira, sensível, indefesa e indestrutível.
Todas e nenhuma...

O que quiseram e não o que eu.

Recuando, escondendo.
Fugindo. Me negando.
Abdicando...
Tinha muito o que provar ao mundo.
E muito pra não desapontá-lo.

Um dia a gente cobra.
O poço abre
Aterrorizantemente fundo.

Só eu e eu...
Solidão, falta de si.

Olhar o quanto se deformou para ser aceita.
Olhar o quanto se mutilou para ser amada.
Olhar e ver que é o orgulho, e não ter nenhum orgulho.

Mas então :
"A gente só muda quando a dor de permanecer igual for maior que a dor da mudança."
Limpar todas feridas abertas, doeu tudo, sair de dentro de si.
Mas com a dor... a redenção...

Então você se pergunta, O quem és hoje??

eu, prazer, somente eu... sem
sobrenomes!



Be Happy, Be Free, Be Yourself...

sexta-feira, 11 de março de 2016

Deixa?


Deixa?

Deixa eu entrar?
Me sentar, me sentir em casa...

Deixa eu te ver?
Simples, transparente, inteiro...
 
Deixa eu ficar?
Aos poucos, de mansinho...

Deixa eu bagunçar você...


Deixa?

quarta-feira, 9 de março de 2016

Eu me lembro

" Ela chegou atrasada, meio desapercebida entre tantos rostos.
Mas seu brilho era tão radiante que era difícil disfarçar.
Seu sorriso, seu olhar, sua beleza intrigante me faz parar por um tempo e respirar fundo.
Fui forte e resisti... Mas não durou muito."


"Ele que chegou, tímido, meio sem jeito, desconfortável.
Mas sua presença...  eu sentia, mesmo de longe.
Ajeitando seus óculos, como se quisesse se esconder...
Porque me sentia tão bem? Ali, com ele, sem ao menos dizer nada..."
Acho que entendi..."

 

- Muito prazer em lhe conhecer!

Mas parecia reencontro...

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Zero.

Tudo escurece.
As nuvens se carregam.
Ela sente medo.
Entra, tranca as janelas e ouve a chuva cair.
Mesmo depois de tantas.
Tem medo...
De trovões? Não, ela sabe lidar com esses barulhos.
Da bagunça que sempre fica depois que tudo passa.
A água sobe, invade o quarto e a sala de jantar.
Ela poderia ficar no sótão.
Sozinha, esperando a água baixar.
E então tirar toda a lama, que mais uma tempestade deixou.
Mas, pensa em partir mais uma vez.
Ela e tudo que caiba na malinha de mão do seu coração.



Que seu dia seja aconchegante como sofá e chá numa tarde de chuva.